Ultrassom Morfológico – Para Que Serve? Prejudica o Bebê? Preço!

São muitos os exames que uma mulher tem que realizar durante a sua gravidez e alguns são mais conhecidos, enquanto outros possuem nomes estranhos, como é o caso do ultrassom morfológico, que a maioria das mulheres, especialmente as mamãe de primeira viagem, não conhecem.

Então, para saber mais sobre esse tipo de exame, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Quando fazer o Ultrassom Morfológico

O ultrassom morfológico nada mais é do que um exame de imagem realizado por volta das 20 às 24 semanas de gestação. No entanto, esse período pode variar de acordo com a necessidade ou com a recomendação médica.

Como funciona

O principal objetivo do ultrassom morfológico é averiguar se o desenvolvimento do feto está ocorrendo conforme o esperado.


Nesse teste, o técnico em ultrassonografia irá lançar ondas de som em alta frequência no interior do útero, até que elas cheguem ao bebê. A máquina então avalia essas ondas e interpreta seus ecos, formando uma imagem no vídeo, que irá revelar a forma do rosto do bebê, seus movimentos no útero e sua posição.

Vale lembrar que para facilitar o procedimento o técnico irá passar um gel sobre a barriga para que o aparelho deslize facilmente e embora pareça algo complicado, todo procedimento acontece e tempo real.

Existe ainda a possibilidade de realizar o ultrassom transvaginal, que ocorre por volta as 11 semanas de gestação.

Ultrassom Morfológico preço

O que ele examina

O ultrassom morfológico é um exame bastante importante pois avalia diversos aspectos do desenvolvimento do bebe, tais como:

  • Medida, formato e estrutura da cabeça, que é importante para identificar problemas graves e malformação.
  • Rosto do feto, para verificar se não há fenda labial, lembrando que a fenda palatina é mais difícil de ser identificada.
  • A coluna, para conferir o alinhamento dos ossos e ver se a pele á cobre a parte final do bumbum.
  • O coração, suas 4 câmaras, os dois ventrículos e os dois átrios para conferir se possuem tamanho adequado, se abrem e fecham corretamente e se as principais artérias e veias estão em ordem.
  • O estômago, para averiguar se funciona corretamente.
  • Os rins, para ver se os dois estão presentes, se a urina é corretamente enviada para a bexiga, que deve estar cheia ou se enchendo durante o exame.
  • Pés, mãos braços e pernas
  • Posição placentária, para averiguar se não está muito baixa, próxima da entrada do colo do útero.
  • O cordão umbilical e seus vasos sanguíneos.
  • A quantidade de líquido amniótico que há para verificar se o bebê possui o ambiente adequado para se movimentar
  • O fluxo sanguíneo das artérias do útero da mãe, que pode ser importante para identificar pressão alta no final da gestação.

O que é possível ver no Ultrassom Morfológico

No ultrassom morfológico é possível ver diversos detalhes do bebê e do seu desenvolvimento, inclusive seu rostinho. Com ele o especialista vê também as medidas e formato da cabeça, verifica a presença, tamanho e funcionamento dor órgãos, bem como o desenvolvimento ósseo do feto.

Nesse tipo de exame a imagem mostrada do bebê é mais nítida que a do ultrassom obstétrico, sendo possível obter a primeira “foto” do bebe em uma imagem 3D ou 4D, com detalhes.

Isso quer dizer que a realização desse exame permite ver e avaliar toda a morfologia do feto, a coluna, a pele, os órgãos internos, os membros e tudo mais que deve ser visto para avaliar o seu desenvolvimento.

O Ultrassom prejudica o bebê

Não há qualquer indício que mostre que o ultrassom morfológico cause qualquer dano ou prejuízo ao feto. No entanto, há quem diga que a realização do mesmo causa um pequeno incômodo para o feto, mas a verdade é que não existem pesquisas mais aprofundadas sobre a veracidade disso.

Vale lembrar que esse aparelho não gera nenhum tipo de ruído que seja audível pelo ouvido humano, por isso acredita-se que ele também não é detectado pelo bebê.

Além disso, os exames de ultrassonografia não envolvem qualquer tipo de radiação, como acontece nos aparelhos de raio-X.

No entanto, é sempre recomendado que não haja um exagero na realização desse tipo de exames. Visto que usam algum tipo de energia que pode afetar o bebê, mesmo que não se saiba como.

Esse cuidado deve ser tomado especialmente no primeiro trimestre da gestação, quando o feto ainda é mais vulnerável e está em uma fase importante de desenvolvimento de estruturas vitais.

O que fazer se o Ultrassom mostrar algum problema

A primeira coisa é manter a calma, pois na maioria das vezes a realização de um novo exame. Algum tempo depois, acaba com a dúvida sobre possíveis problemas.

Isso quer dizer que são raros os casos em que o bebê realmente apresenta um problema.

No entanto, caso isso se confirme, as informações que foram obtidas na realização do exame. Elas poderão ser utilizadas para que o médico determine e ofereça o melhor tratamento possível para o problema.

Para os bebês cardíacos, por exemplo, é possível instituir um tratamento ainda dentro do útero. Enquanto outras anormalidades (como um bloqueio no sistema urinário). Podem ser corrigidas com uma cirurgia no bebê ainda antes do nascimento.

O melhor de tudo é que o problema foi descoberto com antecedência. Melhorando o prognóstico e preparando a equipe médica para solucioná-lo e dar todo o suporte necessário. Além de ajudar a preparar a família para lidar com a situação.

Ultrassom Morfológico prejudica bebê

Qual a diferença do ultrassom normal e do Morfológico

O ultrassom obstétrico (comum) serve para verificar se está tudo correndo bem com o bebê. E é realizado diversas vezes durante a gestação, em diferentes fases. Conferindo a idade gestacional e também a placenta.

Já o ultrassom morfológico, como o nome já diz, serve para avaliar. A presença e funcionamento de todos os órgãos e partes do feto, bem como os membros, ossos e tecidos. Com ele é possível identificar malformações, síndromes e patologias congênitas.

Preço para realizar o exame do Ultrassom Morfológico

O tempo de duração desse exame é de 20 a 50 minutos. O seu preço pode variar de acordo com o local escolhido para sua realização. Ou até a cobertura do plano de saúde.

No entanto, o ultrassom morfológico pode ser realizado por valores entre R$ 100 e R$ 200 reais.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o ultrassom morfológico. Como funciona, para que serve e o que se pode ver na realização de um. Aproveite!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *