Mal de Simioto – Causas, Sintomas e Tratamento

Mesmo não sendo oficialmente reconhecida pela medicina tradicional, a doença que é conhecida como Mal do Simioto afeta uma grande quantidade de pessoas no Brasil inteiro, especialmente crianças de algumas regiões.

Visto ainda que não é uma doença oficial, ela conta com diversos tipos de tratamentos alternativos e muitas crendices populares giram em torno da doença do macaco.

Então, para saber mais sobre esse problema, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ela. Vamos lá?!

O que é o Mal de Simioto

O Mal de Simioto nada mais é do que uma série de sintomas que juntos compõem um quadro infantil de desnutrição crônica e suas causas podem ter relações com parasitas ou com uma má alimentação.


Tudo isso ainda pode ser originado por uma alergia decorrente do uso do leite de vaca, em especial a uma substancia que se chama caseína.

Também conhecida como doença do macaco, essa condição tem esse nome porque o enfermo ganha a aparência de um símio, apresentando ainda um quadro de magreza extrema.

essa é uma patologia mais comumente desenvolvida em crianças, porém, também atinge adultos.

Sintomas do Mal de Simioto

Mal de Simioto

Clássica

Existem muitos sintomas decorrentes do Mal de Simioto na sua apresentação clássica, que são:

  • Dores abdominais
  • Perda de peso excessiva
  • Falta ou ausência de apetite
  • Anemia crônica
  • Desnutrição
  • Diarreia crônica
  • Apatia
  • Barriga inchada (distensão abdominal)
  • Glúteos atrofiados
  • Esterilidade
  • Abortos repetitivos
  • Braços e pernas finos
  • Osteoporose
  • Vomito

Não Clássica

Já na sua apresentação não clássica os sintomas podem ser um pouco diferentes da clássica, tais como:

  • Osteoporose e esterilidade antes da menopausa
  • Constipação crônica
  • Distúrbios gastrintestinais pouco evidentes
  • Comprometimento no ganho de pelo e estatura
  • Cansaço
  • Irritabilidade
  • Alterações e manchas no esmalte dos dentes
  • Prisão de ventre
  • Anemia

Causas

Além da presença de parasitas, existem outras causas que podem ser apontadas como causadoras do Mal de Simioto, tal como a reação alérgica ao consumo de leite de vaca.

O que acontece é que uma grande quantidade de mulheres acabam desistindo do aleitamento materno e acabam dando leite de vaca aos filhos. No entanto, as crianças ainda não possuem as enzimas que são necessárias para fazer a digestão desse alimento e isso provoca uma intolerância.

O fato é que, com o tempo, o trato intestinal pode passar a receber bem o leite de vaca, no entanto, quando ainda é criança, essa intolerância é mais comum.

Justamente por isso que, como uma forma de prevenção, diversos órgãos governamentais sugerem que a amamentação exclusiva das crianças ocorra até os seis meses de idade. No entanto, se isso puder ocorrer até os dois anos de idade, incluindo alimentos sólidos, será melhor ainda, sempre lembrando que enquanto houver leite é possível amamentar o filho.

Além disso, a desnutrição também é bastante associada a essa patologia e, de acordo com dados do Ministério da Saúde, existem indícios de que seja de 20% o percentual de mortes que decorrem da carência alimentar severa.

O fato inegável é que a desnutrição pode ser algo fatal, especialmente em crianças, sendo fundamental fazer o acompanhamento do desenvolvimento das mesmas a fim de identificar precocemente qualquer anormalidade possível.

Tratamento

O Mal de Simioto é uma patologia que não é reconhecida pela medicina tradicional visto que não existem informações e dados científicos a seu respeito, por isso as pessoas que apresentam os sintomas descritos não são diagnosticadas com a doença.

Sendo assim, o tratamento nada mais é do que sintomático, ou seja, o médico procura tratar e eliminar os sintomas de forma específica, e não a doença em si. Por isso é preciso avaliar quais são os sintomas apresentados por cada paciente.

No entanto, em algumas regiões do nosso país onde o Mal de Simioto costuma ser mais comum, o tratamento aplicado é feito por curandeiros e benzedeiras através do uso de ervas medicinais, com diversos relatos de cura.

Nesses casos são utilizados banhos de ervas combinados com outras técnicas que servem pra trazer os vermes à tona.

O grande problema é que essa doença, quando não é tratada, pode levar à serias complicações, podendo, inclusive, ser fatal.

Pergunta dos leitores

Existe algum remédio caseiro para Mal de Simioto?

Sim, os remédios utilizados nos tratamentos, normalmente são caseiros e são utilizadas ervas com propriedades medicinais, tais como a manjirioba ou fedegoso, através de banhos, chás, infusões e pastas que são aplicadas no corpo ou ingeridas.

Mal de Simioto tem outros nomes?

Além do nome mais conhecido, que é Mal de Simioto, essa doença também é chamada de doença do macaco.

One Response

  1. José Carlos Limeira 8 de junho de 2018 Reply

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *