FIV (Fertilização in vitro) – O Que é? Como Funciona? Quais os Riscos?

A fertilização in vitro, conhecida como FIV é uma técnica de Reprodução Assistida que tem como objetivo realizar o tratamento da infertilidade.

A FIV consiste na fecundação do óvulo com o espermatozoide em laboratório, onde é realizado o cultivo dos embriões em laboratório que é acompanhado de forma rigorosa até que seja possível a sua transferência ao útero materno.

A FIV é indicada para casais que possuem dificuldades para engravidar. A sua duração é de 15 a 25 dias e com ela há grandes chances do casal realizar o seu sonho de se tornarem pais.

 

O que é a FIV (Fertilização in vitro)?

A FIV possibilita que os casais realizem o seu sonho de se tornarem pais, esse processo alcança até 60% de sucesso.


A fertilização in vitro passa pelo processo, onde as células ovarianas são fertilizadas pelo espermatozoide, estando fora do corpo, in vitro (que vem do latim ‘em vidro’).

A FIV é um tratamento de combate a infertilidade que envolve o controle hormonal do processo ovulatório, de forma que o óvulo é retirado do ovário feminino para que os espermatozoides fertilizem-se em um meio fluido.

Após esse processo, o óvulo fertilizado é transferido ao útero com o propósito de estabelecer a gravidez. Esse procedimento é indicado em casos de casais que estão á meses tentando engravidar sem sucesso.

IVF fertilização in vitro

Como funciona Fertilização in vitro

A fertilização in vitro consiste numa inseminação artificial que busca o encontro do óvulo com o espermatozoide fora do útero, conhecido também como o famoso bebê de proveta.

O procedimento é indicado para mulheres com problemas nas trompas e homens com poucos espermatozoides. O tratamento ocorre com doses diárias de hormônio que aumentam a quantidade e a qualidade dos óvulos, que amadurecem e vão para a incubadora.

Durante esse processo, os espermatozoides são escolhidos, onde os gametas femininos e masculinos são postos em contato.

No dia seguinte é possível confirmar se a fecundação ocorreu ou se será necessário um reimplante. É transferido no máximo 4 embriões, onde mais do que isso, pode ocorrer risco de gestação dupla.

Indicações

A técnica inicialmente foi desenvolvida para mulheres que fizeram ligadura e depois se arrependeram, mas logo depois, foi expandida para casos masculinos também utilizada nos casos de vasectomia.

Com o aprimoramento dos resultados e redução de custos, hoje a FIV é indicada para diversas causas como endometriose, idade avançada, longo tempo de infertilidade, falha de tratamentos anteriores, anovulação e infertilidade sem causa aparente em mulheres jovens.

Casais que necessitam de doação de óvulos, útero de substituição e casais homoafetivos também necessitam da FIV.
Em situações em que não são encontrados espermatozoides no testículo, é necessário utilizar sêmen doado anonimamente a partir de bancos de sêmen.

Sintomas da transferência de embriões

Depois que ocorre a transferência de embriões, o sucesso da fertilização in vitro acontece de acordo com a receptividade do organismo da futura mãe ao embrião, que pode ou não permitir a implantação e, com isso, a gravidez.

Contudo, existem alguns sintomas que podem ajudar a identificar se a implantação após a transferência de embriões ocorreu.
Os sintomas que podem ajudar a confirmar a gravides através da FIV são; cólicas, inchaço dos seios, fadiga e perda sanguínea, aproximadamente entre o 7º e o 9º dia.

Caso identifique outros sintomas, como dores e hemorragias, você deve procurar o seu médico com urgência.

Contraindicações

A FIV não pode ser realizada por mulheres com idade inferior a 18 anos.
Não existe idade máxima para a FIV, porém a mesma deverá realizar exames que comprovem que não está em situação crítica para a fertilização.

As contraindicações para a FIV podem ser relativa, dependendo muito de cada mulher e do motivo da infertilidade.
As contraindicações da FIV também podem ocorrer em caso de doenças hereditárias, ligada ao sexo, nas mulheres (hemofilia, distrofia muscular de Duchenne, ictiose associada ao cromossoma X, amiotrofia neural Charcot-Marie e outros).

IVF fertilização in vitro como funciona

Passo a passo do procedimento

Estimulação ovariana: O primeiro procedimento é fundamental, pois através dele ocorre o aumento do número de óvulos obtidos, aumentando o número de embriões disponíveis para a transferência.

Punção em laboratório: Quando a ultrassonografia evidencia que os folículos estão no tamanho ideal. É administrada a injeção de hormônio para provocar a maturação dos óvulos.

Fecundação dos óvulos: A inseminação dos óvulos já maduros acontece em laboratório. Onde ocorre a preparação dos espermatozoides, os quais são coletados por masturbação ou aspiração do testículo, no mesmo dia. Eles são injetados diretamente dentro de cada óvulo.

Cultivo de embriões em laboratório: Diariamente é avaliado o desenvolvimento embrionário no laboratório. Onde são observados o maior potencial para implantar.

Transferência dos embriões: Nessa etapa acontece a transferência dos embriões, onde os mesmos são inseridos no útero. Após esse procedimento é só aguardar a confirmação da gravidez.

Congelamento dos embriões: Após a transferência dos embriões, ocorre o congelamento dos embriões de qualidade. E que não foram usados no atual ciclo do tratamento, preservando-os para um possível tratamento futuro.

IVF fertilização in vitro preço

Preço da Fertilização in vitro

O valor médio da FIV, somando o procedimento de injeção do espermatozoide dentro do óvulo. Isso custa entre R$ 800 a R$ 2,5 mil.

O tratamento também inclui consultas, exames, fertilização e inserção no útero. Que custa entre R$ 3,5 mil a R$ 6,5 mil. Esse valor pode sofrer alterações de acordo com a clínica de reprodução humana escolhida e local do tratamento.

Onde fazer o procedimento

Em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense do Rio de Janeiro. O Centro de Infertilidade e Medicina Fetal do Norte Fluminense (CIMF). Pode realizar o sonho do casal que deseja engravidar.

O CIMF funciona no Hospital Escola Álvaro Alvim (HEAA). E desde 2006 possui um programa em parceria com a prefeitura, de forma gratuita, beneficiando 120 casais por ano.

No Brasil existem mais de 200 clínicas de Reprodução Assistida. Os interessados também podem fazer uma busca pela internet, encontrando a clínica particular mais adequada para a sua região.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *