Fisgadas no Útero – Veja 6 Motivos que Causam Dores no Útero

As dores e desconfortos no útero podem ter variadas causas e sintomas como fisgadas no útero podem significar diversas coisas diferentes. Então, para saber um pouco mais sobre essa condição, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber.

Fisgadas no útero pode ser gravidez?

De fato, a gravidez é um período no qual ocorre um grande numero de transformações no corpo feminino. E sim, sentir algumas fisgadas no útero pode ser um sinal gravidez.

Isso porque logo a partir da primeira semana o corpo já passa a produzir um hormônio conhecido pela sigla HCG (gonadotrofina coriônica humana), que é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento da gestação.

No entanto, também é esse hormônio que faz com que o útero inche, causando esse tipo de dor.


Principais motivos das dores no úteros

Infecção urinaria

Dores no Útero

Existem diferentes tipos de infecção que pode acometer o trato urinário,:

  • Pielonefrite, quando afeta os rins,
  • Cistite, quando afeta a bexiga e
  • Uretite quando afeta a uretra.

Ambos podem provocar dor para urinar e febre. No entanto, as infecções urinárias não causam dores uterinas, mas pode ocorrer uma confusão, visto que ás vezes a dor é difusa.

Risco de aborto

A dor no útero pode indicar também que alguma coisa não vai bem com a gravidez. Podendo ser sinal de um princípio de aborto, que normalmente é acompanhada por um sangramento.

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica é uma condição na qual o embrião começa a se desenvolver fora do útero e continuará assim caso não seja removido, provocando a ruptura da trompa de falópio quando atingir um tamanho maior.

Essa condição pode fazer com que a mulher sinta:

  • Cãibras no lado da pélvis que corresponde ao alojamento do embrião,
  • Possível sangramento,
  • Mamas doloridas,
  • Dores no fundo das costas,
  • Náuseas
  • Dor abdominal ou pélvica, que não provem exatamente do útero. Porém pode ser confundida com fisgadas no útero ou dor uterina.

Deslocamento da placenta

O deslocamento da placenta, normalmente, causa um sangramento vagina que pode ser em pequena ou grande quantidade, que aparece de forma repentina.

No entanto, também é possível que esse sangue fique retido no útero na parte posterior da placenta não havendo sangramento.

No entanto, em quase todas as ocasiões, o útero fica bastante sensível e dolorido, podendo causar uma dor que emana para as costas.

Em 25% dos casos de descolamento da placenta pode haver um início de trabalho de parte prematuro, por isso o auxílio medico é imprescindível.

Gases e prisão de ventre

Os gases são, normalmente, bastante inofensivos, mas quando não são liberados podem provocar fortes dores que em alguns casos são confundidas com outros problemas, tais como: pedras nos rins, problemas na gravidez e infecção urinária.

O que acontece é que a dor pélvica causada pelos gases ocorre na parte inferior do tronco, bem como na região baixa do abdôme e entre a ossatura do quadril.

Justamente por isso que pode ser confundida com fisgadas no útero, especialmente em mulheres grávidas visto que os órgãos assumem posições diferentes e fica difícil identificar algumas situações.

Trabalho de parto

As dores uterinas do trabalho de parto são causadas pela contração do útero que está trabalhando para expulsar o bebê. Além disso, o colo do útero também está se dilatando, que é a primeira fase do trabalho de parto,  e pode causar dor na mãe. Por isso, sempre é preciso atenção para identificar corretamente o que está acontecendo, contando com o auxílio médico.

Pergunta dos leitores

Fisgadas no útero antes e depois da menstruação

Dores no útero antes ou depois da menstruação, o que pode ser?

A cólica é algo extremamente comum para as mulheres durante a menstruação, acometendo de 60% a 80% das mulheres, sendo que de 8% a 18% tem dores tão fortes que fica até impossibilitada de realizar as suas tarefas diárias.

As cólicas, também chamada de dismenorreia, possui dois tipos:

  • A primária é aquela que acontece durante o ciclo e pode durar de 24h a 48h. Considerando algumas variações e pode estar acompanhada de outros sintomas, como enjoo.
  • Já a dismenorreia secundária é uma condição associada a outros problemas. Ela pode ocorrer antes ou depois do termino da menstruação, apresentando sintomas mais acentuados e graves.

No entanto, logo após o fim da menstruação pode ocorrer a dismenorreia secundária causada pelo início do processo de ovulação, que é a dor ovulatória, com uma dor mais aguda e fisgadas no útero.

É normal sentir fisgadas no útero?

Não, não é normal que uma mulher sinta fisgadas no útero sem algum motivo. O fato é que isso pode acontecer durante o processo ovulatório, bem como na gravidez e em outras condições relacionadas à condições do útero. No entanto, caso isso acontece sem motivo aparente e de forma recorrente, o mais indicado é procurar um médico e para ter uma avaliação mais precisa da situação.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre as fisgadas no útero, porque acontece, o que pode ser a causa delas e quando não é comum sentir esse sintoma.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *