O Que é Curetagem Uterina? Como é Feita? Dói? Recuperação!

Na maioria das vezes, a curetagem é um processo realizado em um momento bastante delicado da vida de uma mulher: o aborto. No entanto, esse procedimento também pode ser recomendado em outros casos.

A curetagem é sempre feita pro um médico ginecologista, em um hospital e com auxílio de anestesia. Então, se você quer saber um pouco mais sobre esse procedimento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber. Vamos lá?!

O que é curetagem?

A curetagem nada mais é do que um procedimento médico realizado por um ginecologista. Ele tem a função de limpar o útero da mulher, principalmente depois de um aborto incompleto. Serve também para limpar o útero da placenta depois de um parto normal e também como forma de diagnóstico. Nesse último caso, o procedimento é chamado de curetagem semiótica.

Quando se deve fazer?

A curetagem uterina é um procedimento relativamente comum e com finalidades específicas. Ele é indicado somente para as seguintes situações:


  • Em casos de aborto para a retirada de restos ovulares
  • Em casos de parto normal para a retirada de restos de placenta
  • Retirada de ovo sem embrião
  • Remoção de pólipos uterinos
  • Em casos de aborto retido ou infectado, quando ocorre de esses restos estarem ali presentes há mais de 8 semanas.
  • Em casos de embriões que não se desenvolveram corretamente.

Antes mesmo de iniciar um processo de curetagem o médico pode indicar que seja utilizado um medicamento chamado Misoprotol. Esse medicamento contém substâncias que induzem a contração uterina. Isso irá facilitar o processo de retirada do seu conteúdo.

A realização do procedimento é especialmente indicada para casos no qual é necessário realizar a remoção dos restos de um feto que possua mais de 12 semanas ou que seja maior do que 16 cm.

Vale lembrar ainda que o uso desse medicamento só deve ser feito já dentro do hospital ou clínica e apenas algumas horas antes do início do procedimento.

um médico com útero na mão

Como é realizada a curetagem?

Como já foi dito, a curetagem pode ser feita tanto em clínicas quando hospitais. Nunca em consultórios!

O procedimento em si é simples e consiste na introdução da cureta pela vagina. A cureta é um instrumento cirúrgico que realiza a raspagem das pareces do útero.

Uma outra forma de realizar uma curetagem é pela introdução de uma cânula de aspiração. Esse mecanismo atua pelo vácuo realizando a sucção do conteúdo uterino.

De uma forma geral, os médico optam pelo uso dessas duas técnicas em um mesmo procedimento. Então, ele começa com o procedimento à vácuo e depois realiza o procedimento de raspagem, retirando o conteúdo uterino de uma forma mais segura e rápida.

Quando for utilizada como exame diagnóstico, a curetagem pode ser feita com anestesia local. Já na retirada de restos de um aborto deve ser utilizada a anestesia geral.

O processo de raspagem das parecer uterinas pode ser realizado com ou sem a dilatação previa do canal cervical. Isso varia muito de acordo com o tamanho do que será retirado. Durante o procedimento inteiro o médico observa por uma tela o interior do útero.

Para possibilitar que a cureta entre e saia sem machucar o colo do útero e suas paredes, são usadas varetas que aumentam progressivamente.

Ao fim do procedimento são necessárias algumas horas de observação. Não há necessidade e internação, exceto para casos em que haja alguma complicação. Passadas as horas da observação, a mulher já pode ir para casa, evitando dirigir por causa dos efeitos da sedação.

Como é a recuperação?

doutor realizando uma Curetagem uterina

Normalmente a recuperação depois de um procedimento de curetagem é rápida. O comum é que a mulher já possa voltar para casa 6h após o procedimento. Na maioria dos casos, já é possível retornar às suas atividades normais dentro de 24 a 48 horas depois do procedimento.

O período de repouso recomendado é de 24 a 72 horas, dependendo da anestesia utilizada. Depois desse período, caso não haja nenhuma complicação, é possível retornar à rotina.

Os banhos de imersão, tais como de mar, piscina ou banheira devem ser evitados dentro dos 5 primeiros dias. Isso porque ocorreu uma dilatação do colo do útero e existe a possibilidade de infecção.

Caso a mulher que passou pelo procedimento de curetagem sinta cólicas que não melhora dentro das 48h depois do procedimento, acompanhadas de sangramento intenso e/ou febre, é preciso procurar o atendimento médico o quanto antes.

Curetagem dói?

A curetagem é sim um procedimento bastante doloroso. No entanto, a mulher que for submetida a ele irá receber anestesia, o que fará com que todo o processo seja indolor.

No entanto, é possível que a paciente ainda sinta algum tipo de desconforto ou dor abdominal por aproximadamente 10 dias depois do procedimento. Por isso, podem ser administrados analgésicos, tal como o ibuprofeno e a dipirona.

Pergunta dos leitores

Quando perde o bebê é obrigado a fazer curetagem?

Nem sempre. Normalmente a curetagem é um procedimento recomendado após um aborto a fim de realizar a retirada dos restos fetais. No entanto isso não é uma regra. Quando o feto possui poucas semanas ou um tamanho pequeno, o procedimento não é obrigatório, visto que o organismo mesmo pode expelir tudo.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o processo de curetagem, como funciona, para que serve, como é a recuperação e quando é indicado. Aproveite essas informações!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *