Cinta Pós Parto: Funciona Mesmo? Quando Usar? Qual o Melhor Modelo?

Não é somente a gestação que oferece uma série de dúvidas à mulher, pois o período pós parto também traz novas questões, tal como o uso da cinta pós parto. Então, para saber mais sobre o assunto, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber.

O que é cinta pós parto?

A cinta pós-parto nada mais é do que um acessório que a mulher pode utilizar para ajudar os órgãos a voltarem para ao seu lugar certo depois do parto.

Tudo isso oferece um pouco mais de segurança para a mulher na hora de tossir, se locomover e realizar outras atividades, especialmente depois da realização de um parto por cesariana.

Como funciona a cinta pós parto

A cinta pós parto atua dando maior firmeza para o abdômen da mulher que passou pelo parto recentemente, sendo especialmente importante na recuperação de cesáreas para ajudar a não forçar os pontos.


Há quem diga ainda que ela ajuda os órgãos a retornarem para o lugar em que estavam antes do parto.

No entanto, é importante lembrar que a compressão não deve ser demasiada para não causar o efeito contrário e gerar maior flacidez e falta de tônus muscular, devendo servir apenas como um suporte.

Quando usar a cinta pós parto

De acordo com os especialistas, a decisão de utilizar ou não a cinta pós parto é algo muito particular de cada parturiente, visto que algumas se sentem mais confortáveis com o uso da mesma enquanto outras simplesmente detestam.

Sendo assim, a utilização de uma cinta pós parto dependerá muito de cada mulher e também do aconselhamento do médico, lembrando que segundo os especialistas afirmam que o seu uso não irá ter um grande impacto sobre o prognóstico de retorno da barriga e do útero ao que eram antes.

Cinta Pós Parto Funciona

Que tamanho usar da cinta pós parto

O tamanho escolhido para a cinta pós parto irá variar de acordo com a estrutura física de cada mulher, entretanto, o mais indicado é que o uso do acessório seja confortável e não aperte demais a região da barriga.

Sendo assim, para conseguir comprar um produto com um bom tamanho, o mais indicado é experimentá-lo antes da compra, optando por um modelo que não atrapalhe a respiração, seja confortável e não cause desconforto depois de comer.

Então a dica é vestir a cinta, sentar, andar um pouco, comer uma fruta ou uns biscoitos e avaliar como está se sentindo. De maneira nenhuma devem ser compradas cintas que apertem demais com a intenção de afinar a silhueta visto que o principal intuito nesse caso é dar suporte e firmeza para a região abdominal e não impedir a contração muscular natural da região, pois irá causar ainda mais flacidez e fraqueza dos músculos.

Quais os prós e contras da cinta pós parto?

Primeiramente é preciso lembrar que o uso de uma cinta pós parto não é algo obrigatório ou imprescindível para a recuperação. Sendo assim, para poder escolher entre usar ou não a cinta, o mais indicado é conhecer os prós e os contras do produto para que seja possível analisar se ela é importante para você ou não, veja:

Prós da cinta pós parto:

  • Proporciona uma maior segurança na realização de tarefas do cotidiano, especialmente para mulheres que passaram por cesárea.
  • Ajuda a dar mais suporte para manter a coluna ereta.
  • Diminui instantaneamente o volume abdominal conferindo um pouco mais de segurança emocional, facilitando a locomoção e a realização de tarefas.
  • Ajuda a evitar um problema como em mulheres que fizeram cesárea, que é a formação de seroma.

Contras da cinta pós parto

  • Quando for muito apertada, a cinta pode ocasionar problemas de circulação
  • Segundo alguns especialistas, além de não ajudar a fazer com que o abdome retorne ao normal ela ainda causa o efeito contrário
  • Visto que impede a ventilação da cicatriz da cesárea, ela pode dificultar um pouco o processo de cicatrização.

Cuidados com a cinta pós parto

Atualmente é possível encontrar diversos tipos de cinta disponíveis no mercado. Mas o importante é ter cuidado na hora da escolha do modelo.

Sendo assim, o mais indicado é um produto que tenha compressão de nível moderado, principalmente porque algo apertado pode causar dor sobre a região em que se encontra a cicatriz da cesárea.

Mais do que isso, e comum que haja uma maior formação de gases na recuperação do parto. Por isso, comprimir excessivamente a região abdominal pode gerar um grande desconforto.

Também é importante cuidar o tamanho da cinta escolhida para que ela não fique cobrindo a cicatriz a fim de permitir que ela cicatrize sem ser “abafada”, visto que isso irá favorecer a proliferação de microrganismos, aumentar o risco de infecção e até mesmo provocar a abertura dos pontos.

Como usar a cinta pós parto

Caso a mulher tenha ponderado os prós e contras e optado por utilizar a cinta pós parto, o indicado é que o seu uso seja feito por até 5 meses, lembrando que alguns especialistas indicarão que o acessório não seja utilizado em mulheres que tiveram parto normal.

O uso da cinta também não é indicado para mulheres que fizeram cesárea e apresentam sangramento anormal no corte ou inflamação, visto que nesses casos é ainda mais importante que a área fique arejada.

A cinta pós parto também não deve ser utilizada logo nos primeiros dias a após o parto, pois nessa fase é normal que a mulher sofra com gases e intestino preso e a conta aumentaria o desconforto.

Então, ao colocar a cinta, assegure-se de que ela não está apertada demais ou causando algum tipo de desconforto, certificando-se de que ela oferece segurança e firmeza.

Além disso, o mais importante é escolher modelos que saiam da virilha e atinjam somente até a metade do abdome, também aquelas que podem ser facilmente ajustadas, que tenham tecidos naturais e que não possuam arames ou materiais de sustentação.

Cinta Pós Parto

Modelos de cinta pós parto

Existem alguns modelos diferentes e cada um deles tem uma finalidade e oferece um resultado específicos. Sabendo disso, é importante ressaltar que o ideal é que se utilize diferente modelos no decorrer da recuperação.

No início a conta pós parto pode ficar um pouco mais apertada. Visto que o corpo tende a estar bastante inchado no pós operatório. Mas é importante sempre cuidar para que ela não atrapalhe a circulação.

Além disso, nada melhor do que escolher um modelo de cinta pós parto que ajude a facilitar as tarefas. Tanto do dia a dia bem como a colocação e retirada da própria cinta, que deve ser fácil. Então, conheça mais sobre os modelos de cintas pós parto

Modelos mais conhecidos

Cinta Pós Parto preço

  • Bermuda até os joelhos: essa é como se fosse uma bermuda que vai de cima do joelho. E chega até debaixo dos seios. Não tendo qualquer tipo de abertura. Ela só possui uma abertura entre as pernas para que a cinta não tenha que ser retirada para urinar. Sendo um modelo um tanto difícil de ser vestido.
  • Bermuda abaixo do joelho: essa cinta pós parto se assemelha à anterior. Mas a diferença é que o comprimento das pernas é um pouco maior, ficando abaixo dos joelhos. Esse modelo também é difícil de ser vestido e é mais recomendado para as primeiras semanas de pós parto.
  • Cinta com abertura lateral: essa cinta pós parto é mais curta e comprime a região abdominal. Mas só chega até a virilha, ou seja, não tem pernas como as bermudas. Esse modelo já é um pouco mais fácil de ser vestido.
  • Cinta com velcro: esse é um modelo sem pernas que, tal como o anterior só chega até a virilha. Sendo fechado na barriga com o auxílio de um velcro. Isso ajuda muito na colocação e ainda a definir a compressão desejada. Visto que da para apertar mais ou menos, conforme necessário.
  • Calcinha de compressão suave: esse tipo de cinta pós parto nada mais é do que uma calcinha. Porem com cintura bem alta. Que apenas oferece mais suporte para a região do abdome, com uma compressão bem leve. Ela tende a ser muito confortável para o dia a dia mas seu uso não deve se prolongar demasiado.
  • Cinta pós parto com sutiã: esse tipo de cinta é como se fosse um body e sai da virilha. Em formato de calcinha, e termina com um sutiã nos seios. Oferecendo possibilidade de abertura para amamentação.

Cinta pós parto preço

O preço das cintas pós parto pode variar muito, de acordo com o modelo escolhido. Com o local da compra e com a marca que a produz. Sendo assim, é possível encontrar modelos que variam desde R$ 35 até R$ 300 reais.

Pergunta dos leitores

Qual a melhor cinta pós parto?

A melhor conta pós parto é aquela que oferece suporte sem deixar a mulher desconfortável ou com mal estar. Por isso, nada melhor do que experimentar os diferentes modelos disponíveis. E escolher aquele com a qual é possível realizar as tarefas diárias sem prejuízo.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a conta pós parto. Sua utilidade, como usar e se realmente funciona. Aproveite!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *