Catapora – Como Tratar? Quais os Sintomas? Prevenção, Medicamentos!

Doenças dermatológicas estão entre as mais comuns. Conheça um pouco sobre a catapora.

O que é Catapora?

Catapora é uma das doenças de pele mais comuns da história. Provavelmente você já teve e, se não teve, conhece dezenas pessoas que já passou por isso. Sua maior característica é a presença de dezenas de pequenas bolhas vermelhas espalhadas pelo corpo inteiro.

Sintomas de Catapora

Uma infecção por catapora dura, geralmente, entre cinco e 10 dias, sendo que seus primeiros sintomas aparecem em um ou dois dias antes das erupções, sintoma mais característico da catapora.

Os sintomas mais comuns da catapora são febre, coceira, perda de apetite, mal-estar, dor de barriga, dor de cabeça e o principal: aparecimento de bolhas avermelhadas na pele que se espalham por todo o corpo, sendo que a quantidade de erupções varia entre 250 e 500.


As bolham começam pelo rosto, tronco ou no couro cabeludo, sendo que este último é mais comum. A partir daí as bolhas começam a se proliferar por todo o corpo. Após dois dias, as bolhas ganham uma tonalidade cinza e depois viram crostas. Mas enquanto isso ocorre, novas bolhas vermelham pipocam em grupos.

Apesar de tudo, os sintomas mais graves da catapora geralmente são mais frequentes em crianças com sistema imunológico deficiente, como em casos onde há doenças ou efeito de medicamentos, como quimioterapia e esteroides. Nesses casos, a criança pode superar as mil bolhas pelo corpo.

Catapora tratamento

Causas

A catapora é uma doença causada pelo vírus conhecido como varicela-zóster, que é um integrante da família do herpes-vírus (também responsável pela herpes-zóster, uma doença conhecida popularmente como cobreiro e que geralmente acontece em adultos).

Como a catapora é muito, mas muito facilmente transmitida de pessoa para pessoa, não é difícil contrair. Seu contágio acontece pelo contato do líquido da bolha ou simplesmente a partir de tosses e/ou espirros. Além disso, até mesmo os que estão infectados, mas não apresentam nenhum dos sintomas da doença, podem transmiti-la.

Quando uma pessoa é infectada, esta leva entre 10 e 21 dias até que os sintomas da catapora se manifestem. No caso, as pessoas conseguem transmitir o vírus a partir de 1 ou então 2 dias antes da doença aparecer visivelmente no corpo. Deste modo, as pessoas infectadas permanecem contagiosas durante o tempo que as bolhas encrostadas estão presentes.

Catapora coceira

Fatores de risco

Apesar de qualquer pessoa podem contrair a doença, as crianças são bastante mais propensas a ter catapora, principalmente antes dos dez anos. A doença quase sempre é moderada, mas existem sim alguns casos mais graves e isso acontece com mais frequência com adultos e adolescentes que contraem a doença.

Crianças que receberam a vacina e crianças cujo as mães já tiveram dificilmente contarem a doença, apenas em casos raros e excepcionais. Quando a doença acontece no primeiro ano de vida, ela geralmente é moderada, pois os anticorpos do bebê, os quais vieram do sangue da mãe, protegem os bebês. Deste modo, as crianças que não foram vacinadas e que não tiveram a doença até o 1º ano de vida costumar ter uma catapora mais grave.

Ainda assim, permanecer exposto ao vírus com pessoas infectadas é o fator de risco número 1 para contrair catapora. Após o primeiro caso de catapora, o vírus ficará adormecido no corpo, podendo acordar e causar a herpes-zoster ou então (em casos muito raros) catapora novamente. No caso da vacina, uma vez vacinada, mínimas as chances da pessoa contrair.

Diagnóstico

O diagnóstico da catapora geralmente é realizado apenas através do exame físico, a partir da análise visual. Só uma simples análise do histórico médico, além da observação dos sintomas, basta para o médico realizar de maneira correta o diagnóstico. Em casos de dúvidas, o que é raro, exames de sangue e testes de coleta de pele e secreção poderão ser realizados.

Tratamento de Catapora

Na grande maioria dos casos, apenas manter o paciente confortável enquanto o corpo, sozinho, combate a doença é o suficiente. Além disso, evitar entrar em contato com as outras pessoas é bom para o paciente e também ajuda a não alastrar a doença.

Além disso, existem medicamentos antivirais que devem ser ministrados em até 24h após o surgimento das erupções cutâneas. Apesar disso, a catapora costuma não exigir tratamento, desaparecendo por conta própria. Apenas remédios para coceira são prescritos nos casos mais comuns.

Medicamentos

Aciclovir é o medicamento usado no tratamento, isso é, quando há a rara necessidade de fazer uso de antivirais. Como é um remédio forte, evite a automedicação. Ingira sempre a quantidade indicada pelo médico e pelo tempo prescrito, nem mais nem menos.

Prognóstico (convivendo)

O grande problema da catapora são as coceiras que ocorrem no local das erupções. Evite coçar, pois nas mãos e unhas há bactérias que podem causar complicações no local, deixando cicatriz ou então causando alguma infecção e inflamação.

O que pode fazer é tomar banhos de aveia junto com água morna, pois deixam uma cascuda e confortável camada sobre a pele. Além disso, algumas loções tópicas ou anti-histamínicos ingeridos oralmente podem aliviar a coceira, mas faça uso apenas com o aval médico. O uso de qualquer medicamento, seja para o tratamento o não, deve ser autorizado pelo médico. Pois os sintomas podem piorar.

Catapora sintomas

Possíveis complicações

Apesar de ser uma doença comum e simples, há algumas possíveis complicações. Entre elas, a mais comum é a herpes-zóster, que pode vir anos depois porque é causada pelo menos vírus.

Além disso, gestantes no final da gravidez podem passar a doença para o feto que, assim como os recém-nascidos, podem apresentar infecções mais graves. Encefalite é uma das complicações graves, mas é extremamente rara.

As bolhas, se coçadas e não cuidadas, podem causar uma infecção secundária. Além disso, Síndrome de Reye, miocardite, pneumonia, artrite transitória são outras possíveis complicações da doença. E, por último, ataxia cerebelar pode surgir durante a recuperação.

Prevenção

A única maneira bastante eficiente de se prevenir é com a vacina. Já que ela é transmitida pelo ar e contagiosa antes mesmo de aparecer as erupções cutâneas. A vacina tetra viral e a vacina contra varicela são as que fazem parte da rotina de imunização.

Crianças recebem as duas doses da vacina, sendo que a primeira é dada aos 12 meses de idade e a segunda entre os 15 e 24 meses de vida.

Já as pessoas acima de 13 anos sem vacinas e que nunca contraíram catapora. Precisam tomar as duas doses da vacina. Mantendo o intervalo entre quatro e oito semanas.

Fotos da Catapora

Catapora fotos

Catapora fotos

Pergunta dos leitores

Qual o nome científico da Catapora?

A catapora não possui um nome científico, mas seu vírus causador sim: o varicela-zoster.

Catapora é Transmissível?

Sim e bastante. A catapora se transmite através do ar (tosses e espirros) e pelo contato com suas bolhas. O que dificulta a prevenção é que ela entra no estágio de contágio antes mesmo das erupções aparecerem.

Catapora pode ocorrer em bebê?

Sim, a catapora pode ocorrer em qualquer fase na vida, desde o 1º dia de vida. Mas é mais comum em crianças.

Quanto tempo dura a Catapora?

O paciente costuma ficar doente com catapora por cerca de 5 a 10 dias.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *