mamentação – A forma Correta de Amamentar o Bebê! Dúvidas e Dicas

A primeira alimentação de uma criança é o leite materno. Mais do que isso, todo o processo de amamentação é importante para a mãe e o bebê.

Conheça aqui um pouco mais sobre todo o processo de amamentação.

A importância da amamentação

A amamentação é um passo importante para o desenvolvimento da criança. É a partir daí que a criança irá receber seu primeiro alimento, junto com seus nutrientes essenciais. Isso porque o leite materno é totalmente necessário para que a criança cresça saudável, sem que haja maiores problemas de saúde.

Além disso, o processo de amamentação cria um laço físico e emocional entre a mãe e o bebê. Para a criança, esse laço é de extrema importância para que ele se familiarize com a mãe de uma maneira maior do que o nascimento. A amamentação, em resumo, é importante fisicamente e psicologicamente.


Benefícios da amamentação

Benefícios para a mãe

Para mãe, apesar de mais desconhecidos, há bastante benefícios. No caso, há um fortalecimento do vínculo entre ela e o bebê. Além disso, a amamentação reduz os riscos da mulher desenvolver osteoporose, anemia, doenças cardíacas, depressão, hemorragia pós-parto e câncer de mama e de ovário.

Além disso, há uma questão de prazer pessoal de estar alimentando o próprio filho, de acordo com quem já passou por isso.

Lactancia materna

Benefícios para o bebê

Há uma série de benefícios que a amamentação traz para o bebê. Para começar, vamos lembrar que o leite materno é a alimentação base e a única alimentação que um bebê consome durante muito tempo. Além disso, o leite materno fortalece a imunidade da criança, pois contém células de defesa, além de alguns fatores anti-infecciosos que são capazes de proteger o organismo do recém-nascido.

Assim como acontece o benefício do contato da mãe com o filho, ocorre do bebê com a mãe, que se sente mais confortável durante o período de amamentação.

Em questões de saúde física, é preciso ressaltar que a amamentação traz benefícios diretos para a saúde do bebê. Além do leite ser o melhor alimento para o intestino da criança, diminuindo o risco de ocorrer alguma doença gástrica, ele diminui riscos de alergia, evita cólicas, previne possíveis doenças futuras, combate a anemia e ajuda no desenvolvimento cognitivo.

Preparando para amamentar

O primeiro de tudo é sempre evitar passar qualquer produto de higiene nos mamilos. Lave a região apenas com água, pois o local possui uma hidratação natural que deve ser preservada.

Ainda antes da criança nascer, é indicado fazer uma espécie de massagem no peito, usando as duas mãos (uma de cada lado) e fazendo pressão em direção da base ao bico. Repita o procedimento cinco vezes e depois faça o mesmo, mas agora com uma mão em cima e outra embaixo. Esses movimentos ajudam na descida do leite e ajuda a mãe a se acostumar.

Evite usar sutiãs e camisetas ásperas, pois os mamilos ficam mais sensíveis e isso ajudará a não incomodar.

Como amamentar

Posição

Para uma amamentação correta, antes de tudo é necessário que o bebê esteja bem posicionado. Para isso, é necessário que tanto ele quanto a mãe estejam visivelmente confortáveis. A boca do bebê deve estar bem aberta, pegando mais a parte inferior da auréola do que a de cima. As bochechas da criança devem encher bem e o queixo dela estar encostado na mama, sem que haja nenhum som ao mamar, a não ser o barulho característico do som de engolir algo.

Existem 6 posições mais confortáveis para a mãe e todas elas garantem sucesso durante o processo de amamentação. A primeira é a deitada com o bebê deitado no colo, oferecendo a mama que está mais próxima do chão.

A segunda é enquanto a mãe está sentada e o bebê deitado no colo, enquanto a barriga dele encosta na sua e a mãe o segura com as duas mãos. A terceira é com a mãe sentada, mas agora com o bebê sentado em cavalinho, pois ele estará sentado em uma das coxas. Essa posição é aconselhada para crianças com mais de 3 meses.

A quarta posição é a que a mãe fica sentada, mas com o bebê de lado, passando por baixo de um dos braços. Acompanhada de algo macio para o bebê, é ótimo para a mãe aliviar a tensão nas costas. A quinta, de pé, faz com que o bebê fique deitado e mãe o seguro com uma mão por entre as pernas da criança. A sexta, por sua vez, é no sling, já que o pano faz o serviço de segurar a criança.

Frequência

Amamentação sutiã

Não controle o número de amamentações de uma criança. No útero, um bebê se alimenta a todo minuto através do cordão umbilical, então não é correto regular a alimentação quando ele nasce.

Amamente o bebê sempre que ele estiver com fome. Em geral, um bebê mama entre 8 e 12 vezes por dia.

Duração

Não há tempo de duração exato para uma mamada, mas em geral dura entre 20 e 45 minutos. No caso, uma alimentação completa pode durar mais, enquanto um “lanchinho” pode ser mais rápido. Assim como a frequência, a duração de cada amamentação depende da fome da criança.

É necessário comprar alguma coisa para ajudar?

Não. Durante séculos nada mais do que a mama da mãe serviu para alimentar o bebê, mas com o tempo foram surgindo equipamentos que facilitam a vida. Em geral, não é necessário comprar nada, mas há casos e casos. Por exemplo, uma mãe que sente muita dor nos braços durante a amamentação pode comprar um sling. Avalie qual é sua necessidade e vá atrás da solução que pode servir para você, mas não é regra geral.

Dicas para a amamentação

A parte mais importante é se preparar para amamentar, escolhendo sempre um lugar confortável e arejado, diminuindo um possível desconforto e deixando a amamentação mais fácil.

Além disso, beba bastante água. Isso porque a mãe perde bastante leite durante o processo de amamentação. Mas o principal mesmo é descansar bastante entre uma mamada e outra. Isso porque a criança vai se alimentar entre 8 e 12 vezes por dia e isso leva muito tempo.

Amamentação dicas

Possíveis problemas

Sempre pode haver alguns problemas em qualquer situação. No caso, são quatro os possíveis problemas enfrentados durante a amamentação. O primeiro é a baixa entrega de leite ou baixa produção. Isso pode ter vários fatores, como a genética de seu mamilo ou dificuldade do bebê em sugar, assim como pode ser um problema maior de saúde. Para o bem da mãe e da criança, consulte um médico.

A pega incorreta do bebê pode ocasionar em mamilos rachados ou machucados. Para corrigir isso, coloque o corpo do bebê de maneira correta, evitando esse problema. Outro problema semelhante é quando o bebê morde o peito. Nesse caso, vai doer. Mas tente se controlar e apenas pare a amamentação e diga um “não” bem firme, de maneira que ele entenda que fez algo errado.

Quando a criança se recusa a mamar, vá atrás da causa médica, de preferência. Caso não tenha nada, mude os hábitos e passe a amamentar a criança em uma posição mais confortável e lugar mais tranquilo. Isso pode ajudar.

Pergunta dos leitores

Até que idade devo amamentar?

A Organização Mundial de Saúde indica que o correto é alimentar a criança exclusivamente com leite materno até os 6 meses de vida. Após isso, do 7º mês até completar dois anos, é indicado manter a amamentação.

Se passar um pouco de tempo, não tem problema. Mas evite prolongar muito mais. O ideal é quando completar dois anos, comece a retirar o leite materno aos poucos. Acostumando a criança a comer outras coisas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *